Faz parte da vida
Algum sofrimento

Alguma tarde bonita
De esquecimento

Na pele de um sol morrendo

Mesmo que não signifique
Nenhum nascimento

Nenhum parto de outro
Nascendo em nossa boca

Nos transformando
Em outra palavra

Faz parte dessa coisa
De viver

Sofrer

Sentindo que a causa
Nos pertence

E está fora da gente
Na mesma medida

Tardia

Do que a gente saberia um dia

Em um alento
De tempo por vir

Mas é tarde

Everton Behenck