You are currently browsing the monthly archive for março 2013.

Eu queria dormir para sempre

Dormir
Não morrer

Eu queria dormir para sempre

Dormir
Não sonhar

Porque sonhar
É como viver

Eu queria dormir
E esquecer

Sem que fosse triste

Esquecimento
Como forma de existir

Pelo tempo exato

Eu queria dormir para sempre
Consciente do sono e das horas

E de tudo que se move lá fora

Everton Behenck

Anúncios

Eu que nunca fui afeito
A datas

Empalhadas pelo comercio
E presentes de todo preço

Que nem sempre desejam
O que seus cartões

Com desenhos sem talento
Tentam dizer

E acabam não dizendo

Eu que nunca comemorei
Dia nenhum

Nem aniversário
Nem natal

Eu que fujo do coelho
E dos reis magos

E das 5x sem juros com entrada em 30 dias

Eu que sou chato
E recuso quase tudo

Me agarro a este dia
Para dizer

Que só uma mulher
Tem força e carinho

E a alegria infantil de acreditar
No que não acredito

E mostrar o que não vejo
Perdido no peso

De tudo que penso

Onde não existe muito espaço
Para as coisas leves

Para que meus braços carreguem

Então ela consegue
Que eu solte

Um sorriso enorme

Amo uma mulher
E essa mulher é minha

E levará uma vida inteira
Ao invés de um dia

Para que ela entenda definitivamente
Que o amor da gente

É o dia santo
O feriado religioso

Que se comemora o ano todo