Cabe em mim
Um tango
Sob a chuva

Fina

De uma cidade íntima
Que me é estranha

Há espaço
Entre minhas costelas
Para um bandoneon
Rezar até a última nota

Que seu fole sopre
Bons ares

Buenos Aires 21/04/07

Everton Behenck