Calma amigo
Não há nada mais perigoso
E infinito

Do que a mulher amada partindo

Sei que ela leva
Nas caixas

O riso

E deixa o silêncio
Espalhado pelo prédio inteiro

Mas calma

Coloque o coração a frente
Como quem segura uma luz no caminho escuro

E tente não olhar por muito tempo
Em nenhuma direção

Não é a hora

Nem busque as razões
Com tanta pressa

Elas não passam de uma lente de aumento
Para o que já é sofrido

Esse momento
Serve para cuidar dos ferimentos

Evite excitar o sofrimento

Não existem respostas

E seja qual for o motivo
Não fará sentido agora

Tente ficar calmo
Amigo

E não leve para o lado pessoal
É só a vida exercendo sua natureza
De seguir em frente

Sem ligar para a gente

Everton Behenck