É fim de tarde
Sexta feira

E não consigo levantar da cadeira

O irmão da maior amiga
Morreu

E com ele a alegria da cidade
E de um país imaginário

E docemente
Real

Dentro de mim
Um amor se debate

No calor insuportável da tarde

Todos levam seus sorrisos
Para o final de semana

É sexta feira

E eu não consigo levantar da cadeira
Do trabalho

E nem consigo dizer
Se é tristeza de verdade

Ou se é só a lágrima
Petrificada

Arranhando sob as pálpebras

Everton Behenck

Para a querida Bárbara Nicolaiewsky. Passamos por essa sexta. Por mais que esta sexta não passe.