Eu já ia publicar outro poeminha quando a querida amiga poeta dizedora carioca Maria Rezende aparece com essa surpresa e multiplica esse poema. Muitas vezes.