A menina
Pôs-se

De costas

Mais a si
Que a ele

Não queria ser vista

Pelos tantos olhos
Que ele tinha

Uns de leveza
Outros de ilha

Uns maldiziam seu nome
Nas pupilas

Algum a queria

Ela se voltava
Para todos os lados

Sem saber que girava
Em torno de sua própria

Órbita

Sem saber que em seu medo
Só conseguia ir em direção ao tempo

Everton Behenck

Anúncios