Como nasceu entre nós
Esse medo de dizer

A única palavra
Nos foi tirada da boca

Arrancada

Da ponta dos dedos
Foi devastada nos olhos

Quem gastou suas letras
Quem impôs a regra

Hoje não sabemos nada
Hoje somos estrangeiros

Imigrantes carregando
Nossos espantos

Mas para onde vamos?

Everton Behenck

Anúncios