Sempre haverá o medo
Para contar as horas
Em nossos dedos

Lembrando
Que há o segredo

Em tudo o que isso significa

O fim desse ciclo
Definitivo

Onde esse jogo
De luz e sombra

Será definido

Sempre haverá
Esse vínculo

Que nos prende ao chão

Como um bicho
Resistindo impotente

À captura

Sempre haverá a luta
Inútil

Que travamos

Por não sabermos
O que somos

Everton Behenck