Como uma face
Vista no fogo

De uma vela

Como o que nos sublinha
Uma dor ingênua

E desconhecida

Como o olhar
De um estranho

Acenando

Como um bilhete
Sem assinatura
Entre as páginas de um livro

Antigo

Como um brinco
No fundo de uma gaveta

Da adolescência

Como uma declaração
De amor

Com a melhor letra
Sem lembrar a quem deva ser entregue

Como a lembrança
Na pele

De um sonho
Esquecido

Como aquele menino
Sozinho na infância

Everton Behenck