Um suspiro longo
Como quando o ar

Nos atravessa

E nos justifica
E nossa tristeza

Se esvazia

E fica forte e bonita
E nunca é ar o bastante

E entra de súbito
Com esse ar
De não poder respirar

Todas as palavras

Um amor desencontrado
Uma esperança que insiste

Sem que nos fragilize a coragem
O orgulho de ser pouco

E raso e louco

Por amar assim
Com delicado desejo

De que tudo se quebre

Everton Behenck

Anúncios