Como pode
Alguém lutar assim

Por mim

Com essa certeza
De que tenho

O que não suponho

O que ela enxerga
Em meus olhos

Que não vejo

O que ela vê
Através do medo

No que dizem meus dedos

O que há para ela
No fim desse arco íris

Em branco e preto

Everton Behenck

Anúncios