Sou essa água
Que não pode ficar parada

Azeda

Transmite as mais diversas
Doenças

A tranquilidade não me acalma
Contamina

Engulo os dentes
Na implosão de uma palavra

Meu equilíbrio se abala
Quando tudo para

De girar

É sempre preciso
Mais

Vertigo

E se acabarem os motivos
Reviro

Meu lixo

Everton Behenck