Para aquele velho
Branco
Era preciso

O exotismo
Dos seus cabelos
Negros

Para ela
Era afrodisíaco
Seu dinheiro

Ele queria um porre
De juventude

Entre as pernas
De um samba

Ela queria
Ser um pouco estrangeira

De si mesma

E no fim das contas
O mais engraçado

É que ele era seu escravo

Everton Behenck

Anúncios