A noite
Tem seus ecos

Seus tecos

Seus trechos
De ser estreito

No que a memória
Consola

Com o esquecimento

A noite chama
Todos os seus bichos

No intuito
De que eles te devorem

A noite forte

Como a gente chama

Não é mais que uma imagem
Na parede

É sempre uma reprise
De nitidez cada vez mais

Xerox

Everton Behenck

Anúncios