Você já vai
Morrendo em mim

Teus olhos já se fecham
Pela última vez

E tudo que vi neles
Passa em minha frente

Como o filme
Que dizem

Vemos no último instante

É nossa vida passando
E é tão curta a metragem do que fomos

Teu peito se levanta
O seio subindo tão lento

É a última vez
Que respira

Em minhas costelas

Seguro tua mão
Com o respeito que devemos
Ao que morre

Aproximo o ouvido de tua boca
Que já fica sem cor

Mas você
Não tem nada a dizer

Everton Behenck

Anúncios