Quero falar de amor
Mas as palavras

Me esvaziam a boca

Quero escrever aqueles versos
Antigos de amor sincero

Mas eles são
A infância

E não sei mais
Daquela inocência

Quero dizer de novo

Que ela seria
O ponto

De chegada e partida

Mas já existem tantos calos
Para calar os passos

Que ficar parado
Já é dor suficiente

Quero falar de amor
Mas a voz está presa nos dentes

Everton Behenck

Anúncios